Novo teste de maciez da carne de cordeiro é desenvolvido na Austrália

carnedecordeiro1Um novo método para medir a maciez da carne de cordeiro usando uma sonda laser portátil de primeiro mundo está sendo desenvolvido na Austrália e poderá ajudar os produtores a receber preços melhores pela qualidade e maciez da carne de cordeiro. O aparelho foi desenvolvido por Heinar Schmidt, da Universidade de Bayreuth, na Alemanha, que levou para A Estação de Aconselhamento e Pesquisa Agrícola Cowra, na Austrália, em vez de amostras australianas serem enviadas à Alemanha.

O aparelho usa princípios de espectroscopia Raman que envolve a análise de como luzes de certos cumprimentos de onda de comportam quando atingem uma estrutura, incluindo carnes. O trabalho australiano avaliará o espectro de luz que resulta do uso da sonda na carne de cordeiro e relacionará isso a características de qualidade da carne, como maciez.

O projeto terá três anos de duração, devendo terminar em 2015, e está sendo financiado pela Corporação de Processadores de Carnes Australianos, em parceria com o Meat and Livestock Australia (MLA).

O pesquisador do Departamento de Indústrias Primárias, David Hopkins, acha que esse teste pode revolucionar a produção de carne de cordeiro e permitir que os produtores recebam preços maiores pela maciez e suculência da carne de cordeiro. Ele disse que essa sonda a laser pode fazer medidas objetivas de marmoreio e gordura, que seriam usadas por produtores e processadores para atingir especificações de mercado.

“Na Alemanha, a tecnologia está sendo usada para medir características de qualidade da carne suína, mas aqui na Austrália, podemos ver seu potencial para medir marmoreio da carne de cordeiro e características de gordura que impactam na maciez”, disse ele ao site Stock and Land.
Hopkins disse que a técnica tem potencial para substituir ou complementar alguns elementos do sistema de padrões de carnes da Austrália, o Meat Standards Australia (MSA). Esse poderia ser usado para fenótipos de animais em programas de melhoramento genético e para avaliar a capacidade dos reprodutores de ter uma progênie com carne macia.

Ele disse que a tecnologia da força de cisalhamento, usada atualmente para medir a maciez da carne de cordeiro em laboratório, é complicada e destrutiva. “Essa nova tecnologia oferece aos processadores de carne uma ferramenta portátil que pode ser usada no local e tem potencial de fornecer medidas objetivas de qualidade da carne ao consumo sem destruir o produto”.

O trabalho até agora envolveu o uso da sonda para comparar carnes 24 horas após o abate com o teste de força de cisalhamento e examinará se a medida da sonda em um dia pode prever as medidas da força de cisalhamento em cinco dias após o abate. Embora os testes tenham sido conduzidos na carne de cordeiro, esse pode ser aplicado também à carne bovina.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>