Pesquisa da EMEPA conclui que ovinos alimentados com palma forrageira tem ganho de peso

g_821df6b6a6f06bd8ae3e73b89425e173Um projeto de pesquisa sobre desempenho e viabilidade econômica de ovinos alimentados com palma forrageira foi concluído pela Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária do Estado da Paraíba (EMEPA). Os resultados obtidos são considerados positivos porque os animais alcançaram ótimo ganho de peso, boa conformação de carcaça e velocidade de crescimento.

O experimento foi realizado na Estação Experimental Benjamim Maranhão da EMEPA, em Tacima (PB), no período entre novembro de 2016 e janeiro de 2017. O pesquisador Wandrick Hauss de Sousa, que coordenou a equipe de pesquisadores, disse que a proposta é avaliar dietas completas à base de palma forrageira com níveis crescente de farelo de trigo como fonte de fibra para ovinos.

Foram utilizados quatro tratamentos (TI=controle; T2=30% inclusão de farelo de trigo; T3=36% inclusão de farelo de trigo e T4=44% inclusão de farelo de trigo). O ganho de peso médio diário foi de 0,314; 0,205; 0,195 e 0,234 kg/animal/dia, respectivamente.

O pesquisador lembrou que, em situações nas quais o produtor não faz reserva de forragem durante o ano, é possível produzir eficientemente ovinos em confinamento com dietas à base de palma forrageira. Mesmo em face da estiagem, mas tendo a palma forrageira como reserva alimentar, o criador continuará com seu plantel de animais sendo alimentadose

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>