Número de cordeiros na Nova Zelândia e o segundo pior em 60 anos

suffolkspain2Depois de uma das mais severas secas da história da Nova Zelândia, aumentou os abates de ovinos adultos e cordeiros na estação de 2012-2013, dessa forma o número de cordeiros no país caiu significativamente. O relatório Lamb Crop 2013 do Beef + Lamb New Zealand (B+LNZ) confirma que o número de cordeiros comercializados na primavera desse ano apresentou queda de 4,7%, ou 1,3 milhão de cabeças, com relação a 2012, para 25,5 milhões de cabeças. Isso torna a atual safra de cordeiros a segunda menor em quase 60 anos.

A taxa nacional de cordeiros nascidos da Nova Zelândia caiu com relação ao recorde do ano passado de 125%, para 121%, com as condições de seca durante o período reduzindo significativamente o número de borregos criados e as taxas gerais de concepção. Apesar de cair consideravelmente com relação ao ano anterior, a safra de cordeiros ainda é maior do que originalmente se esperava, à medida que a menor densidade, junto com um bom crescimento das pastagens durante o inverno e primavera deram suporte a taxas de sobrevivência mais altas que o normal, após a concepção.

Os números de exportação deverão cair 6,8% com relação ao ano anterior, para 19,5 milhões de cabeças, devido à menor oferta em 2013-2014, a terceira menor desde 1960. Em contraste com os menores abates de cordeiros para exportação e de acordo com a maior disponibilidade de alimentos animais, os pesos médios das carcaças deverão aumentar 2,3%, para 18,4 quilos, apesar de não ser suficiente para compensar os menores níveis de abate, com o B+LNZ estimando que a produção cairá 5% com relação ao ano anterior.

Com informações do portal Meat and Livestock Australia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>