Frio prejudica criadores de ovinos no Reino Unido

suffolkinverno

Os criadores de ovinos do Reino Unido estão sofrendo com o frio e as chuvas, principalmente no nascimento dos animais. Para evitar grandes perdas, os produtores foram forçados a preencher todo o espaço disponível no galpão com ovelhas e cordeiros no dobro do tempo normal. Normalmente, ovelhas e cordeiros são colocados no pasto 3 a 5 dias após o nascimento, mas o fato de o mês de março ter sido mais frio evitou o crescimento de pasto, requerendo que os produtores fornecessem mais feno e concentrado no campo para garantir a qualidade das ovelhas.

O clima seco no começo de março permitiu que se iniciasse o plantio de cevada. Em um dia, as condições do solo estavam secas o suficiente para os cultivos e, 24 horas depois, já deu para começar o plantio. A germinação foi rápida, mas 35 milímetros de chuva que caíram nos próximos três dias e as duas últimas semanas de clima muito frio pararam com todo o crescimento. Não existe mais previsão de cultivos até o meio de abril no mínimo.

O clima frio também parou com o crescimento de culturas de inverno e embora essas culturas possam voltar a crescer quando esquentar um pouco, o rendimento potencial poderá ser menor que o normal.

Os produtores de ovinos também estão lutando contra os pombos, que comem as novas colheitas assim que essas crescem. O único jeito de mantê-los longe é usando várias medidas para assustar as aves, sendo que o gás propano é a mais eficiente.

Com informações do portal Horn Castle News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>