FEAP concedeu mais de R$ 40 milhões em créditos para os criadores de ovinos

ArnaldoDindo

O FEAP/Banagro (Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista e Banco do Agronegócio Familiar) é um fundo vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Governo do Estado de São Paulo, que fortalece, apóia o desenvolvimento e financia produtores rurais paulistas.

De acordo com o presidente da Câmara Setorial de Caprinos e Ovinos da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo dos Santos Vieira Filho, o fundo já financiou mais de 1,2 mil projetos na ovinocultura desde a implantação em novembro de 1998, com um valor de mais de R$ 40 milhões.

O FEAP também conhecido como “Banco do Agronegócio Familiar”, uma vez que é muito utilizado por pequenos produtores. O Fundo permite entre outros instrumentos, a equalização e taxa de juros subsidiada para financiamentos, apoio financeiro aos produtores rurais e pescadores artesanais, bem como suas cooperativas e associações por meio dos programas e projetos de desenvolvimento rural.

Ainda de acordo com Vieira Filho, o FEAP destina-se aos agricultores familiares, pequenos e médios produtores da agropecuária paulista, que podem contar com condições mais favoráveis, em custos financeiros e prazos, do que em outros mecanismos de crédito. Por meio do FEAP os produtores terão acesso não somente aos financiamentos rurais, como também à orientação técnica da Secretaria de Agricultura e Abastecimento na gestão dos seus agronegócios.

“Para mim, esta linha de crédito auxilia na estruturação e aumento da escala de produção, diminuindo custos e aumentando a lucratividade da ovinocultura, que se mostra uma das mais promissoras e rentáveis atividades do agronegócio paulista”, afirma o presidente da Câmara.

Conheça a linha de financiamento do FEAP para a ovinocultura

– Beneficiários: produtores rurais, pessoa física, que estejam na atividade ou novos criadores, com renda agropecuária anual de até R$ 600 mil, que deve representar, no mínimo, 50% do total de sua renda bruta anual;
– Itens Financiáveis: aquisição de matrizes e reprodutores que atendam às exigências sanitárias estabelecidas pela SAA e melhoria da infraestrutura, de acordo com o projeto técnico;
– Teto de Financiamento: até R$ 100.000,00 por produtor;
– Prazo de Pagamento: até 7 anos, inclusa a carência de até 2 anos;
– Cronograma de reembolso: pagamento em até 5 (cinco) parcelas anuais, após a carência
– Taxa de Juros: 3% ao ano;
– Garantia de no mínimo, 100% do valor financiado, podendo ser constituída de penhor, hipoteca, fiança, aval e/ou outras formas de garantia reais;
– Agente Financeiro: Banco do Brasil S.A.;
– Abrangência: todo o Estado de São Paulo

Como obter o financiamento

– Procure a unidade da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de seu município, por meio dos EDR’s – Escritórios Regionais da CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral) ou Casas de Agricultura, para orientação quanto ao enquadramento ao FEAP, obtenção da relação de documentos necessários e elaboração do projeto técnico;
– Encaminhe ao Banco do Brasil (agente financeiro), a Declaração de Aptidão ao FEAP (DAF), fornecida pela CATI e os documentos necessários para a análise de crédito.
– Para a relação de Escritórios Regionais da CATI e Casas de Agricultura do seu município,. Veja os endereços aqui.

2 Comentários

    • Redação disse:

      Por favor Gilberto, acesse o link (http://www.cati.sp.gov.br/new/enderecos.php) e procure os escritórios regionais da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral ou Casas de Agricultura, para orientação quanto ao enquadramento ao FEAP, obtenção da relação de documentos necessários e elaboração do projeto técnico. Muito obrigado por seu contato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>