Entrevistamos o jurado da Nacional do Suffolk Michael Weaver

weaver3O ex-presidente da Suffolk Sheep Society, Michael Weaver, será o jurado da Nacional do Suffolk, que tem os julgamentos para o dia 15 e 16 julho, durante a Expovinos, em Araçatuba (SP). A ABCOS fez uma entrevista com Weaver, que é um experiente criador de Suffolk na Inglaterra. Seu avô iniciou o rebanho da sua família em 1951, passando por seu pai. Atualmente, além de tocar a sua criação, ele é jurado da raça para todo o Reino Unido e diz estar muito animado para vir o Brasil. Confira!

Você esteve no Brasil em 2013, para o julgamento do Suffolk na Expointer. Neste período, alguns criadores brasileiros fizeram investimentos em genética inglesa. Qual a sua expectativa com os animais do Brasil?
Na Expointer de2013 eu fiquei muito impressionado com a qualidade de toda a exposição de animais, incluindo os Suffolks. Muitos animais tinham genética da Nova Zelândia e dos Estados Unidos. Você podia notar aqueles que tinham usado a genética do Reino Unido, eles tinham melhor conformação da carcaça em seus animais. Espero ver ovelhas similares as do Reino Unido em Araçatuba.

Você está do outro lado do oceano. Qual a percepção da ovinocultura Brasil, especialmente da raça Suffolk?
No Reino Unido, todos nós sabemos sobre a indústria de carne bovina brasileira, mas a ovinocultura é pouco conhecida, incluindo Suffolk. O que é lamentável, pois o Brasil tem excelentes criações na ovinocultura e os criadores fazem um trabalho brilhante produção de carne ovina.

Quais são as principais características que você destaca no Suffolk ?
Eu vou estar à procura de um animal com boa conformação muscular, especialmente na parte de trás através do ombro e do lombo com um bom quarto traseiro. Deve ter dentes corretos, para comer grama ou outro alimento verde e caminhar corretamente, para ser capaz de encontrar esse alimento.

O Suffolk é conhecido por ter uma cabeça preta e as pernas juntas com lã limpa. Embora eu vá tolerar algumas fibras escuras no corpo, mas eu não gostaria de vê-los em todo o animal. Eu também gostaria de ver um animal que é brilhante e alerta com uma cabeça de machos mais forte do que as fêmeas. Mas ambos com o pelo macio e sedoso, eu não estou interessado em pelos encaracolados e ásperos, especialmente nas fêmeas.

Que conselho você daria para que criação de Suffolk no Brasil tenha índices crescentes?
Meu conselho para tentar aumentar o número de criadores de Suffolk no Brasil é a divulgação que a raça pode atingir o peso de abate mais rápido do que a maioria das outras raças, especialmente o Texel. Quanto mais tempo levar para abater um cordeiro, mais custo terá o produtor.

Gostaria de acrescentar alguma coisa?
Minha esposa Sarah e eu estamos realmente muito ansiosos para voltar para o Brasil e reencontrar os criadores amigos e conhecer os novos criadores. Espero também que não chova tanto quanto como foi em Porto Alegre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>