Embrapa realiza simpósio em produção animal e recursos hídricos

suffolk124Estão abertas as inscrições para o III Simpósio em Produção Animal e Recursos Hídricos (SPARH). Realizado pela Embrapa Pecuária Sudeste, o evento acontece nos dias 20 e 21 de março, em São Carlos (SP). O objetivo é oferecer atualização, vivências e novos conhecimentos a pesquisadores, profissionais e estudantes sobre a relação recursos hídricos e produção animal.

De acordo com o pesquisador Júlio Palhares, da Embrapa Pecuária Sudeste, faltam informações para o manejos ambiental e hídrico nas propriedades. “A agropecuária deve ser mais eficiente no uso da água”, destaca. Palestrantes do Brasil, Alemanha e Chile vão abordar temas relacionados aos recursos hídricos, como pegada hídrica, tecnologias de tratamento de resíduos e efluentes, custo da água e experiências internacionais em manejo hídrico.

As inscrições podem ser feitas até 14 de março. O valor é de R$130 para profissionais e R$80 para estudantes. A programação completa e mais informações sobre o evento podem ser obtidas aqui.

Consumo de água é indicador para avaliar desempenho do rebanho
A Embrapa Pecuária Sudeste publicou um comunicado técnico sobre o consumo de água na produção animal. O documento traz informações para produtores, profissionais agropecuários e extensionistas sobre o que determina o consumo de água pelos animais, os tipos de fontes e as vantagens e desvantagens do monitoramento.

De acordo com Julio Palhares, o consumo de água é um dos indicadores disponíveis para avaliar o desempenho zootécnico e sanitário de um rebanho. “Monitorar o consumo significa dispor de informações valiosas para auxiliar na tomada de decisão sobre os aspectos produtivos, econômicos, sociais e ambientais na propriedade”, ressalta.

Vários sintomas no animal podem indicar falta de água, como pele retraída, membranas e olhos secos, perda de peso, redução no consumo de alimentos, entre outros. Esses sintomas só podem ser detectados se o responsável pelo rebanho a ter como prática a avaliação dos animais no dia a dia. O Comunicado completo pode ser acessado aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>