Criadores se unem para organizar cadeia produtiva de ovinos em Santa Catarina

acco110920151No último dia 11 de setembro, na Fazenda Pinheiro Seco, em Bom Retiro (SC), estiveram reunidos membros da Associação Catarinense de Criadores de Ovinos (ACCO), da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) e do Sebrae, com o objetivo de iniciar o processo de organização da cadeia produtiva de ovinos no Estado e alavancar a produção de cordeiros em grande escala.

“Santa Catarina é o Estado que mais importa carne de cordeiro. Então, fica claro que o mercado precisa ser abastecido, mas só é possível estimular a produção quando a cadeia está estruturada e disciplinada. É preciso ampliar o plantel e padronizar a criação de ovinos com o intuito de atender a demanda da indústria. É preciso mostrar aos produtores que uma cadeia produtiva organizada é rentável economicamente”, disse o presidente da ACCO, Frederico Jaeger Neto.

O dirigente ainda ressaltou as necessidades mais emergentes. “Precisamos de produção em escala para viabilizar o pequeno, médio e grande produtor. Além da padronização dos animais, o que é importante para que os cortes de carne se encaixem nos padrões de tamanho e qualidade exigidos pela indústria e pelo mercado consumidor. Os produtores serão capacitados em relação de ter um manejo adequado, assim como alimentação oferecida ao rebanho e aos investimentos na melhoria genética empregada”, pontua Jaeger Neto.

Na parceria, que ainda será formalizada, a Epagri entrará com tecnologias na produção de pastagens, manejo e sanidade. O Sebrae desenvolverá um projeto para fortalecer e sistematizar a cadeia produtiva da ovinocultura. O projeto final vai para Brasília e assim que for aprovado, a ACCO e o Sebrae farão o aporte para custear o projeto e o Governo do Estado fará o planejamento e a execução técnica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>