Consumo de carne ovina cresce em São Paulo e produtores não conseguem suprir a demanda

205Em 2013, o consumo de carne de ovinos cresceu muito no Estado de São Paulo. Este ano começou com o mesmo pique, mas faltam animais para suprir a demanda do mercado. Na propriedade que fica em São Manuel, no centro-oeste paulista, Francisco Manuel Fernandes tem quase 300 animais. Ele conta que 2013 foi excelente e que está otimista com o ano que começa. “2013 foi um ano muito bom para atividade e um detalhe importante foi a procura por matrizes”, disse em uma entrevista publicada ao Portal G1.

Embora haja boa expectativa e otimismo para 2014 no setor da ovinocultura paulista, o maior desafio continua sendo a falta de animais. No entreposto da Associação Paulista de Criadores de Ovinos (ASPACO), as câmaras têm capacidade de armazenamento de até mil animais por mês, mas dificilmente elas estão cheias e o máximo que chegaram a operar foram 500 animais. Pelo quilo da carne, os criadores estão recebendo R$ 12,50. Como o animal é abatido com um pouco mais de 17 quilos, ele rende cerca de R$ 215.

O criador Sidney Roberto Corá, comercializa a carne ovina diretamente com os supermercados e restaurantes. No ano passado, ele bateu recordes de vendas e até queria dobrar a produção em 2014. O problema é encontrar animais. “Aumentaram os pedidos e os abates. Temos uma expectativa grande para esse ano, eu queria dobrar minha capacidade, mas a dificuldade de achar animais no estado de São Paulo ainda é grande”, afirmou.

Com informações do Portal G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>