ARCO quer mais apoio dos ministérios para ovinocultura

reunioesbrasiliaARCO1O presidente da ARCO, Paulo Afonso Schwab, e o assessor técnico da entidade, Edegar Franco, estiveram em Brasília, na semana passada, para discutir com diversos secretários e deputados federais mais apoio a projetos que visem o desenvolvimento da ovinocultura brasileira. Os representantes estiveram reunidos com o secretário-adjunto de Política Econômica, do Ministério da Fazenda, João Pinto Rabelo Junior, no qual solicitaram a inclusão da ovinocultura no Plano Agrícola 2015-2016, nos mesmos padrões já adotados para a bovinocultura.

Segundo o assessor técnico da ARCO, Rabelo os instruiu a contatar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para um parecer técnico a respeito das demandas necessárias para a inclusão. Com isso, Edegar e o presidente Schwab se reuniram, no Mapa, com o secretário de Política Agrícola, Luciano Marcos de Carvalho, a quem repassaram a instrução de Rabelo e foram prontamente atendidos, conforme informou o assessor técnico da ARCO.

Os representantes da ARCO também se reuniram no Ministério da Integração Nacional, com o secretário de Desenvolvimento Regional, Irani Braga Ramos, onde foram colocados a par das ações do Ministério com relação ao setor, bem como solicitaram apoio às atividades que veem sendo desenvolvidas pela ARCO. No final do encontro, ficou agendada para o próximo mês uma visita do secretário Ramos à sede da entidade, em Bagé (RS).

Outro secretário que recebeu a visita de Schwab e Franco foi o de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, do Mapa, Caio Rocha. De acordo com Franco, foram protocolados junto à Secretária, demandas como: a criação de um Manual de Boas Práticas de Manejo Ovino e Abate Humanitário, recursos para capacitação de novos técnicos e atualização dos já credenciados à ARCO, criação de um programa que possibilite ao Estado do Rio Grande do Sul o desenvolvimento de um rebanho de ovinos leiteiros de alta linhagem genética, e uma política de apoio a pequenas e médias plantas frigoríficas, em especial, as que abatem ovinos.

“Repassamos às autoridades demandas que consideramos fundamentais para alavancar a ovinocultura em todos os Estados do país, e, de maneira geral, todos disseram entender as principais necessidades do setor, e se colocaram à disposição para apoiar projetos e programas”, afirmou Schwab.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>